quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

CRÔNICA DO OSVALDO: "QUE CIDADÃO É VOCÊ?"




Diante das desuniões e corrupção você busca ajudar com soluções? É urgente que haja união entre as pessoas. Buscamos alternativas ou apenas apontamos defeitos?Não podemos continuar pensando pequeno achando os outros são culpados por espalhar ódio e isso não nos diz respeito. A educação é falha... mas meus filhos estão em escolas particulares. Há falta de alimentos na mesa do povão, que pena, tenho dó desses sofredores, sorte que eu tenho bom emprego e essas coisas não me atingem; a violência é assustadora em qualquer lugar da cidade, more em casa ou apartamento o medo é grande. Descendo de carro pelo Duque de Caxias, perto do Maxi, vejo no Farol alguns fazendo malabarismo, pedintes... tentando alegrar quem passa em busca de uns trocados para sobrevivência. Outros perto da Caixa Econômica "flanelinhas" pedindo "posso cuidar de seu carro?"... esperando umas moedas, infelizmente, a maioria para tomar cachaça ou drogas. Como é triste vê-los assim!

Eu? O que eu posso fazer? Será que exerço a cidadania... ou colaboro com a anarquia? Penso que sou do bem... Será que sou? E você faz algo diferente para reverter esta situação das pessoas que sofrem? Será que tenho que me intrometer em política?
O errado é que eu e você pensamos em querer o bem e logo ficamos quietinhos e deixamos tudo do mesmo jeito que está: "Vamos deixar isso para os profissionais da políticas... eles têm altos salários pagos por nós pra fazer isto?" Deixa isso para os caras que são da área, eles ganham para administrar e cuidar da coisa pública!
É melhor ficarmos quietos e o que impossível (não questionar) deixe para os políticos cuidar.
 Aliás, em quem mesmo eu votei?Nós cidadãos pensamos dessa forma. Só que temos direitos e deveres.
 A maioria desses direitos e deveres está nas leis, mas não basta votar em representantes e achar que já fez a sua parte. É necessário participação junto à Câmara, ao Senado, à Assembleia Legislativa e, principalmente, à Câmara de Vereadores, que é o nosso horizonte mais próximo. 

Ser cidadão é colaborar, mas também interferir nas decisões do Governo, caso estas estejam indo de encontro com as aspirações da sociedade. Ser cidadão é sugerir, criar alianças, parcerias, tanto com o Governo, como com a sociedade. Sonhar com cidadania plena é não criar obstáculos e argumentos negativos diante dos problemas que enfrenta o seu país; é possibilitar ações concretas enquanto indivíduo, sem utopias ou ideias inviáveis. É estar ciente dos anseios comuns, é aspirar ao crescimento coletivo e não individual. Vamos ser verdadeiros cidadãos?

QUEM SABE SE É VERDADE?... VEJA VÍDEO, DILMA VOLTARÁ À PRESIDÊNCIA EM 17 DE SETEMBRO?

Boa noite! Gostaria de saber se isto é verdade?Alguém pode me informar.....

FELIZES COM O TEMER? SIM, NÃO? ALEGREM-SE!…
YOUTUBE.COM

BLOG DO COMÉRCIO: VENDEDOR... APRENDA A NÃO DIZER ESTAS FRASES AO COMPRADOR!




Saiba tratar bem ao cliente se deseja ter novas vendas. Caso contrário, ele jamais entra em seu estabelecimento.

O segredo do sucesso na comunicação com seus clientes está não somente em escolher o que falar para eles, mas também, e principalmente, em como você vai passar essa mensagem. O cliente nem sempre tem razão – você pode discordar dele e não fazer exatamente o que ele pede, mas se fizer isso com sensibilidade e inteligência, seu relacionamento com ele sairá intacto.

Uma frase mal interpretada, uma palavra dita de maneira mais ríspida ou uma resposta dada com má vontade. Essas são algumas das falhas na comunicação podem fazer sua loja perder vendas e ainda prejudicar a relação com o consumidor (e possível cliente e fonte de indicação para outros prospects). Por isso, é importante que os vendedores saibam o que e como falar com os clientes na loja.

Para evitar que erros na comunicação afetem seus resultados, conheça a seguir sete exemplos de frases que podem desmotivar o cliente e fazê-lo desistir da compra e saiba como contornar essas falhas e deixar a mensagem mais agradável e efetiva.
1. “Eu não sei”

Não há nada de errado em não saber algo. Afinal, ninguém sabe tudo, não é mesmo? Mas quando o “Eu não sei” para por aí mesmo e o vendedor não mostra nenhum sinal de que vai, pelo menos, tentar ajudar o cliente, essa frase pode matar uma venda.


O que dizer no lugar disso:
“Essa é uma excelente pergunta. Deixe-me descobrir a resposta e já volto para lhe informar.”
“Preciso confirmar algumas informações antes de lhe dar essa resposta. Só um instante, por favor.”
2. “Acho que esse produto encaixa-se no seu orçamento”

Mesmo que o consumidor diga que seu orçamento é “X”, o vendedor não deve simplesmente deixar de mostrar produtos de valor mais elevado. Ao tratar o cliente como alguém que não pode comprar, adivinha só: ele não vai comprar. Portanto, apresente os produtos baseando-se nas necessidades do cliente, e não no preço.

Fique atualizado com o mercado. Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.CADASTRE-SE




O que dizer no lugar disso:
“Acredito que este produto encaixa-se no que está procurando.”
“Este produto tem tudo o que você procura.”
3. “Você está errado!”



Nada de acusações e julgamentos na hora do atendimento, ok? Mesmo que o cliente esteja entendendo ou agindo de forma errada, você não pode “apontar o dedo” para ele e achar que ele ainda vai querer fechar a compra.


O que dizer no lugar disso:
“Eu acho que está havendo um mal entendido…”
“Eu entendo o que está me dizendo. Mas deixe-me explicar melhor…”
4. “É só isso?”

Essa frase geralmente vem no final da venda. Então, ela não vai fazer com que o cliente não compre, mas vai jogar pelo ralo a possibilidade de venda adicional. Além disso, fica parecendo que o vendedor quer fechar logo o negócio e mandar o cliente embora.


O que dizer no lugar disso:
“Deixe-me mostrar este produto, que combina muito bem com esse que você está levando…”
“Gostaria de mais alguma coisa? Que tal este produto que vai potencializar os benefícios do item que você está levando?”
5. “Eu não posso fazer isso/Essa não é minha função ou meu departamento”

O papel do vendedor é atender o cliente. Ele é a ponte entre as necessidades do consumidor e o que a loja pode fazer para suprir essas demandas. Quando um vendedor fala que não pode fazer o que cliente quer, ou que aquela não é sua função, a mensagem que ele está passando é: não estamos interessados em lhe ajudar.


O que dizer no lugar disso:
“Deixe-me encontrar o profissional adequado para lhe ajudar e já volto com uma solução.”
“Entendi o que você precisa. Poderia aguardar só um instante? Preciso confirmar com meu superior.”
6. “Eu sou novo aqui…”

O cliente quer entrar na loja e ser atendido com o máximo de eficiência. Não use sua falta de experiência como justificativa para o erro. Ao receber um atendimento ruim, o consumidor não vai ligar se o vendedor é novo ou não, ele vai sair da loja com uma impressão ruim da empresa (e ainda de mãos vazias).


O que dizer no lugar disso:
“Essa é minha primeira semana, peço que tenha um pouco de paciência que eu farei de tudo para ajudá-lo.”
“Estou muito feliz e empolgado. Você é meu primeiro cliente. Vou fazer de tudo para lhe ajudar!”
7. “Se você não viu o produto por aqui, é porque nós não o temos”

Ai, essa doeu, hein? Infelizmente essa é a resposta que muitos vendedores dão aos clientes que perguntam sobre determinado produto. Depois dessa “delicadeza”, só resta ao consumidor sair em busca de uma loja com profissionais que tenham mais paciência.


O que dizer no lugar disso:
“Deixe-me ver se consigo encontrar o produto para você”.
“Não temos aqui exposto, mas vou procurá-lo no estoque para confirmar se ainda temos, ok?”.


Agora, que tal compartilhar esse post com seus vendedores? São dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença para a excelência no atendimento e para a melhora dos resultados de vendas.

BLOG DE EDUCAÇÃO FÍSICA: SABIA QUE HÁ RISCOS DE FAZER EXERCÍCIOS FÍSICOS SEM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL?




Conselho Regional de Educação Física alerta para os perigos de realizar exercícios sem acompanhamento correto.

CLICSTUDIOpara Conselho Regional de Educação Física

O exercício físico é parte fundamental para uma vida saudável. Atualmente, com essa informação plenamente difundida, é comum ver pessoas se exercitando, praticando esportes, correndo, caminhando ou frequentando academias. Essa iniciativa, embora salutar, pode acarretar em prejuízos à saúde caso o praticante não conte com o acompanhamento correto para desenvolver os exercícios.



O profissional de Educação Física está apto a realizar esse acompanhamento. A orientação de um profissional habilitado é fundamental para a correta execução do exercício físico, tanto para reduzir o risco de possíveis lesões quanto para auxiliar o aluno a se manter motivado e alcançar os objetivos desejados.


O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (CREF2/RS) lembra que o profissional de Educação Física é também um profissional da saúde. A graduação garante o conhecimento do corpo humano e só com esse aprendizado é possível prescrever exercícios físicos. As cargas aplicadas devem ser prescritas levando em conta o tipo físico e o condicionamento do indivíduo.


– O perigo de pessoas leigas indicarem atividades se dá pelo desconhecimento das disciplinas básicas, como metodologia de treinamento, e do processo científico por trás do condicionamento e preparo físico – alerta Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS.

O acompanhamento começa antes mesmo dos treinos


Carmem explica que antes de começar qualquer programa de treinamento é necessário realizar uma entrevista – e, dependendo, até exames – para conhecer o histórico de saúde do praticante. Fatores de risco, como histórico familiar de hipertensão, diabetes, problemas cardíacos ou de coluna, entre outros, devem ser avaliados na hora de definir variação, intensidade e repetição de exercícios.


– A carga e repetições do exercício são individuais. O que é bom para uma pessoa, pode não ser bom para outra – relaciona.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

QUAL SERIA O MELHOR "CAPITALISMO" OU "SOCIALISMO?"...PROF. ANDRÉ ( UEL ), DÁ UMA AULA!


Resultado de imagem para socialismo e capitalismo
Resultado de imagem para socialismo e capitalismo


Prof. André Azevedo da Fonseca

Professor e pesquisador na Universidade Estadual de Londrina
Socialismo para os ricos e capitalismo para pobres
Vivemos em um mundo que promove socialismo para os ricos e capitalismo para pobres. Se tem alguma dúvida, basta conferir a quantidade de benefícios que Estado garante ao sistema financeiro, sob o custo da diminuição de direitos sociais de trabalhadores e redução de investimento em serviços públicos (saúde, educação, segurança, etc). O socialismo dos ricos faz com que a renda permaneça concentrada nas mesmas famílias por gerações. Quantas famílias ricas você conhece que já herdaram terras, bens e fortunas de seus pais e avós, e que deixarão esses bens aos próprios filhos e netos, em comparação com famílias de trabalhadores que deixam apenas dívidas como herança? A concentração extrema de renda impõe obstáculos importantes á mobilidade social. Herdeiros vivem de renda e de juros: a bolsa riqueza que o sistema financeiro garante apenas àqueles que já têm fortuna. E a maioria esmagadora de nós trabalha a vida inteira sem enriquecer, convencido pela ideologia do capital que é o trabalho que enriquece. "A maior parte das pessoas que estão na pobreza trabalha. Elas se levantam de manhã para ganhar sua pobreza".
Boa entrevista com Owen Jones. Quem dera aqueles que trabalham pela sua pobreza conseguissem se libertar de suas prisões ideológicas e passassem a condenar o socialismo de ricos para propor políticas de distribuição de renda e de igualdade de oportunidades.

VEJA COMO FOI O CARNAVAL DE CURITIBA...SUPER ANIMADO!



 O melhor carnaval do Brasil 

foi na capital do Estado!


Ah, o sul do Brasil…
Lugar onde o carnaval ainda não chegou direito…
No sul é assim no carnaval: todo mundo vai pra praia ou pra outro estado, e quem fica na capital precisa se contentar com isso aí. Mas o que vale é o esforço.
Dica da leitora Ligia.

UM DOS GRANDES SUCESSOS DO PASSADO:" PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES!"



HELENA... FAZ QUATRO ANOS DE VIDA!

Vovô e Vovó..Helena chega ao mundo!

Helena  chegou... há quatro anos!
Parece que ontem a pegávamos nos braços. Oramos hoje por esta alegria que Deus nos mandou.
Nossa como ela transformou nossas vidas para melhor! 
Helena... te amamos cada vez mais, seu jeitinho carinhoso, o seu abraço afetuoso... nossa vida fica cheia de alegria quanto te vê!
Nós, avós corujas, ficamos pensando... Como a serena  Helena pode nos dar tanta alegria assim?
Ela é um pequeno anjo que Deus mandou para transformar nossas vidas.
Sim, é mais um anjo que desce para a terra, porém para nós ela é um ser especial.
De uma coisa temos certeza é muito amada por seus pais, irmão Gabriel, avós, tios , sobrinhos e todos que ela conhece faz  questão de acenar com um alegre alô...
Antes de vir ao mundo nós já te amamos. Passados 4 anos continua do mesmo jeito ... sempre querida e amada por todos que a conhece...
Hoje é seu aniversário que os anjos cantem e Deus te dê muitas alegrias!!!

ISTO QUE É "TREM BÃO"...FAZENDEIRO DOA QUEIJO DE 600 KG PARA 10 MIL PESSOAS!


maiores gafes da historia 17
Quem quer queijo?
Em 1835, o fazendeiro Thomas S. Meacham mandou ao presidente dos EUA, Andrew Jackson, um presente inusitado: uma peça de cheddar com mais de 600 kg. Todos na Casa Branca tiveram que comer o queijo por dois anos e as visitas ainda levavam grandes pedaços para casa. Para se livrar do presente, Jackson teve que fazer uma festa regada a queijo para 10 mil pessoas.
                        Não foi no Brasil... em nenhum lugar de Minas Gerais que é a terra do queijo... Este queijo dava para ser partilhado para uma cidade inteira como Nova Resende-MG. Que absurdo 600 quilos de queijo... é queijo demais sô... e bão demais!!!

VALE A PENA RECLAMAR: MONTADORA ANUNCIA EM OUTDOORS UM CARRO POR UM PREÇO E NA REAL É BEM MAIOR O VALOR NA CONCESSIONÁRIA!

Aqui estava estampada uma propaganda enganosa, segundo denunciante! Dizia tratar-se de um carro completo por menos de R$ 80 mil quando na realidade o valor real seria mais de R$ 100 mil reais. Quem está com a razão?


Procon notifica montadora de veículos por suposta propaganda enganosa

om
O Núcleo de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-LD) notificou uma concessionária de veículos para prestar esclarecimentos sobre uma suposta propaganda enganosa. O órgão recebeu a denúncia de um consumidor, na semana passada, a respeito do anúncio de um veículo da marca em outdoors espalhados por toda a cidade.

De acordo com a denúncia, o consumidor alegou que a propaganda anunciava que o modelo completíssimo, que se entende pelo top da categoria, estava sendo vendido por R$ 71.900.00. Contudo, ao chegar na concessionária, o valor repassado pelo mesmo modelo seria da versão básica e o modelo mais completo estava sendo vendido por R$ 101.900,00.

Segundo alegou o consumidor, a concessionária negou-se a cumprir a oferta descrita no outdoor e, diante dos fatos, fez uma denúncia junto ao Procon. O coordenador do órgão, Gustavo Richa, informou que a concessionária já foi notificada pelo Procon-LD para prestar esclarecimentos sobre o caso. "Ela terá 10 dias para se manifestar, para que assim possamos decidir se houve ou não irregularidades e assim tomar as providências cabíveis de acordo com a lei, se necessário", ressaltou.


Denúncias dessa e de outra natureza podem ser feitas diretamente na sede do órgão, localizado na Rua Mato Grosso, 299, região central. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com retirada de senha até as 14 horas. Também é possível entrar em contato pelos telefones 151 e 3345-0396 e pelo e-mail procon@londrina.pr.gov.br.

Além disso, o Procon-LD disponibiliza um novo canal de atendimento, por meio da rede social Facebook. O objetivo do instrumento é sanar dúvidas sobre o Código de Defesa do Consumidor (CDC).
Redação Bonde com N.Com